O Que é Arte Sequencial?

Saudações companheiros, de potes de café e xícaras de nankin.

O que é Arte Sequencial? De onde vem este termo e qual seu impacto no mundo moderno? Qual sua posição em meio à outras formas de arte? É com essas perguntas que iniciamos os artigos deste blog, as quais tentaremos responder, ou pelo menos lançar as possibilidades para a discussão do tema.

Apesar de relativamente jovem, os quadrinhos tem evoluido no mundo todo, principalmente nas ultimas décadas, com o advento de tecnologias como a internet, a aproximação e o diálogo entre culturas distintas ao redor do globo se tornou mais frequente e de forma mais orgânica do que no passado.

Transcrevo aqui o prólogo do livro ‘Reinventando os Quadrinhos': “Desvendando os Quadrinhos em 3 páginas”. Como os livros do Scott McCloud são todos em quadrinhos, indico a leitura de seus livros para melhor compreensão:

Scott McCloud – Reinventando os Quadrinhos p.4

O meio que chamamos histórias em quadrinhos se baseia numa idéia simples: A idéia de posicionar uma imagem após outra para ilustrar a passagem do tempo. O potencial dessa idéia é ilimitado, mas perpetuamente obscurecido por sua aplicação limitada na cultura popular. Para compreender os quadrinhos, devemos separar forma e conteúdo e ver de olhos abertos como outras eras usaram essa mesma idéia com fins esplêndidos e como é limitada a paleta de ferramentas e ideias que nossa era tem usado. Os quadrinhos são um idioma. Seu vocabulário consiste de toda a gama de símbolos visuais incluindo o poder dos cartuns e do realismo, tanto separadamente como em surpreendentes combinações.

O coração dos quadrinhos está no espaço entre um quadro e outro onde a imaginação do leitor dá vida a imagens inertes! É um processo que pode ser quantificado, classificado, até mesmo mensurado e todavia permanecer misterioso pela forma como ilustra imagens mentais. Em seu uso da sequencia visual, os quadrinhos substituem o tempo pelo espaço. No entanto, não existe uma norma de conversão, e o tempo flui nos quadrinhos numa assombrosa variedade de maneiras. Com imagens inertes que estimulam um único sentido os quadrinhos representam todos os sentidos e pelo caráter de suas linhas representam o invisível mundo da emoção. Linhas que evoluem e se tornam elas próprias símbolos ao dançarem com os símbolos mais jovens chamados: Palavras.

Reunidos após milênios de separação num relacionamento muito mais intimo do que em qualquer outra forma. Como outros meios, os quadrinhos são meramente uma idéia simples em busca de aplicações complexas e todavia permanecerem relegados pela sabedoria convencional à condição de não-arte. Condição que alguns tentam combater (embora outros na comunidade se deleitem com ela). O lugar dos quadrinhos na sociedade, porém, é vital, como uma das poucas formas de comunicação pessoal num mundo de autômatos feitos em grupo e de marketing corporativo de massa. Os quadrinhos proporcionam um meio de imenso alcance e controle para o autor, um relacionamento íntimo e exclusivo com o público e um potencial tão grande e tão inspirador, e no entanto tão brutalmente desperdiçado, que é de fazer chorar.

-Scott McCloud – Reinventando os Quadrinhos, pp 1, 2 e 3

Mas o que é Arte Sequencial?

Em seu livro Desvendando os Quadrinhos (Understanding Comics), Scott McCloud busca definir o que seria Arte Sequencial, mesmo considendo neste termo, cunhado pelo mestre Will Eisner, suficiente para descrever  que seriam os quadrinhos, chega a seguinte definição:

Histórias em Quadrinhos s. pl., usado como um verbo. 1. Imagens pictóricas e outras justapostas em sequência deliberada destinadas a transmitir informações e/ou a produzir uma resposta no espectador.
-Scott McCloud, Desvedando os Quadrinhos, p, 9.

Scott McCloud

Então por definição Arte Sequencial é qualquer demonstração de arte em forma de imagens que busque uma resposta no leitor, Sendo em geral associações de imagens e palavras. Uma forma de arte distinta e independente que usa de outras manifestações artisticas dentro de si, seja da pintura, gravura e até mesmo fotografia e  o cinema. Por definição não são limitadas faixas etárias, mídia aplicada, seja impressa ou virtual, ou seja: nenhum material, estilo ou mídia é excluida, e podem e devem ser exploradas, nenhuma escola de arte é banida e/ou desvalorizada, nenhuma filosofia, nenhum movimento, nenhum modo de ver é excluido. Esta é uma forma de arte universal, e em constante evolução, cabendo aos artistas estar em constante atualização, seja em relação ao público, aos temas abordados, tecnologias o que mais puder ser explorado.

Espero que este post inicial sirva para ampliar os conhecimentos desta arte com tanto potêncial, mas ainda hoje tão desvalorizada em todas as suas possibilidades. Nas próximas postagens procurarei demonstrar como esta interação imagem/palavra ocorre, e falar também da origem desta arte, que pode ser muito mais antiga do que parece, à primeira vista.

Obrigado à todos, e até breve.

About these ads

One thought on “O Que é Arte Sequencial?

  1. Lucas Batista Maciel disse:

    “gostei foi até bom para o trabalho de artes”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s